Distúrbios

Depressão

Da mesma forma que sabemos que DIABETES (excesso de açúcar), GOTA (excesso de ácido úrico) e ANEMIA (falta de ferro), dentre outras, são doenças com alterações bioquímicas no organismo, na DEPRESSÃO ocorre uma diminuição dos neurotransmissores cerebrais (entre eles a serotonina e a nora- adrenalina) podendo causar os seguintes sintomas :

  • Perda do prazer com as coisas que anteriormente gostava
  • Desânimo, cansaço fácil
  • Tristeza persistente e sensação de vazio no peito
  • Insônia ou sonolência excessiva.Diminuição ou aumento do apetite
  • Pessimismo exagerado, sempre com medo ou desejos de morte
  • Irritabilidade (sintoma mais comum nas crianças e adolescentes)
  • Memória e concentração deficitárias
  • Diminuição do desejo sexual
  • Dores de cabeça (tipo apertando ou queimando) e dores pelo corpo, principalmente quando forem acompanhadas de queimação ou dormência
  • Tonteiras ( “labirintite” )

Existe a tristeza normal, o baixo astral que são sentimentos normais, não necessitam tratamento, mas devem cessar quando cessam os motivos causadores. A DEPRESSÃO pode surgir após algum fato externo ou pode vir de dentro, é persistente e os sintomas podem durar meses ou anos. A pessoa pode “passar pela vida “ achando que seus problemas não tem solução, ou que é a personalidade dela que é assim mesmo, pra baixo, e nunca buscar tratamento, tendo uma qualidade de vida muito inferior à que teria sem a doença. O maior problema em relação à DEPRESSÃO, continua sendo o preconceito e a falta de informação.

15% dos deprimidos tentam suicídio e o mesmo tanto parte para as drogas e alcoolismo como formas desesperadas de alívio.

Segundo recente estudo da Organização Mundial de Saúde, a depressão já é a segunda maior causa de incapacitação, perdendo apenas para as doenças cárdio-vasculares.

É importante a consulta médica, porque a depressão pode estar sendo causada por alguma doença (câncer, hipotireoidismo,etc) ou até mesmo por medicamentos (anorexígenos, corticóides,etc..), sendo fundamental o diagnóstico correto.O tratamento é feito com antidepressivos e 85% dos deprimidos respondem bem aos medicamentos.

DEPRESSÃO NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

DEPRESSÃO NA ADOLESCÊNCIA

DEPRESSÃO NO IDOSO

DEPRESSÃO E A SOCIEDADE

Veja Também

José Mól

Atua como médico em consultório privado, com ênfases nas áreas de PSIQUIATRIA e MEDICINA do SONO e faz palestras sobre o assunto, em congressos nacionais e internacionais e em instituições públicas e privadas.

Contato

Belo Horizonte:
31-3283-9922 | 31-9988-1661.
Ipatinga:
31-3824-8405 | 31-9988-1661.

Não atendemos convênios

Nome
Telefone *
E-mail *
Mensagem *